O Projecto AWARTECH - Ajustamento em tempo real das condições ambientais de alojamento tendo em conta o bem-estar animal (Animal Welfare Adjusted Real Time Environmental Conditions of Housing) , liderado pela Equiporave Iberica Lda (como parceiro industrial), em parceria com a Hexastep S.A. (como parceiro tecnológico) e a Universidade de Évora (como parceiro científico) insere-se no conceito da zootecnia de precisão, sendo um projecto de investigaçaõ aplicada que visa criar e desenvolver uma ferramenta inovadora de zootecnia de precisão de suporte à sustentabilidade da cadeia de valor de suínos, num contexto multidimensional que atenda à especificidade da produção, às imperfeições do mercado e à globalização deste sector.

Um mundo cada vez mais exigente em alimentos de qualidade, produzidos em respeito pelo bem-estar animal, e por princípios de ética e responsabilidade social e ambiental, obriga a um especial cuidado com a racionalização de custos e no aumento da eficiência no uso dos fatores de produção e das cadeias de valor. Se, por um lado, intensificar a produção, prosseguindo objectivos de auto-abastecimento ou de maior competitividade, pode potenciar uma eventual diminuição das condições de bem-estar animal, por outro, a pouca atenção dada ao bem-estar animal é um factor que concorre para uma menor eficiência produtiva e, em consequência, quebra dos resultados económicos e perda de competitividade. Adicionalmente, a questão do bem-estar animal é também uma preocupação crescente da sociedade e dos consumidores, os quais procuram qualidade e não preço, em produtos diferenciados, exigindo uma conduta humanitária no tratamento dos animais, no que diz respeito à produção, transporte e abate. Pela sua importância na atividade pecuária, onde representa aproximadamente 25% do produto animal bruto, e 10% do produto agrícola bruto, e pela necessidade de mudança, de crescer, se reorganizar e redimensionar, a suinicultura é um bom caso de estudo exemplo no âmbito da produção eficiente de carne tendo em conta: o bem-estar animal, e o seu potencial na geração de emprego e riqueza, e no contributo para a sustentabilidade e ocupação do espaço rural, em harmonia com os interesses do território e do ambiente. No entanto, são necessárias mudanças assnetes na inovação e na criação de conhecimento, e que permitam fazer face a alguns desafios actuais neste sector, designadamente: os desafios do sector, sobretudo os relacionados com a quebra de efectivo (-20%) e auto-suficiência em carne de porco (-35%); com a segmentação de ciclo e a deslocalização da fase de crescimento e engorda para a região do Alentejo; perda de competitividade relativamente a outros países da União Europeia, com o licenciamento do bem-estar animal, ambiental, da qualidade e segurança alimentar, das edificações e dos sistemas de tratamento de efluentes e, com a importância crescente dos sistemas de condicionamento ambiental, face às alterações climáticas. A produção eficiente de carne de porco, tendo em conta o bem-estar animal, em particular na região Alentejo, onde se localiza quase metade de efetivo pecuário (45%) e encontra a maior parte de explorações (28%), e as de maior dimensão, e onde as condições climáticas são extremas, exige a monitorização de um conjunto de variáveis ambientais e fisiológicas que impactam nos resultados económicos de uma exploração e no acesso aos mercados.

O Projecto AWARTECH, iniciou em Setembro de 2016 e conta com o apoio do programa de incentivos à investigação e desenvolvimento no âmbito do Alentejo 2020, tendo uma duração de 24 meses.